terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Mordomia - Prestando contas a Deus

Prestar contas faz parte da vida diária. É exigência do que dá e responsabilidade do que recebe (1Co 4:2). O empregado presta contas ao seu empregador, marido e mulher prestam contas um a outro e à família; o cidadão, à sociedade; e todos nós, a Deus (Rm 14:12).
Jesus conta a parábola sobre um homem rico, cujo mordomo foi acusado de estar dissipando os bens de seu patrão (Lc 16:1-2). O homem mandou chamar o mordomo e disse-lhe: "Preste contas de sua administração." Embora o mordomo tenha sido capaz de agir com rapidez e esperteza para colocar tudo em ordem (vs. 3-9), Jesus usou essa história para ilustrar um ponto importante: "Quem é fiel no pouco também é fiel no muito; e quem é injusto no pouco também é injusto no muito" (v. 10)
Deus é Criador e Dono de todas as coisas (Dt. 10:14; Sl 24:1-2). Tudo o que temos é dádica de Deus (At 17:25), e nosso Senhor Jesus Cristo exigirá que cada um de nós preste contas de sua mordomia (2Co 5:10).
Se levarmos a sério nossas responsabilidades como mordomos de Deus, estaremos preparados para o dia da prestação de contas. Esta é a única cereteza que teremos, estaremos diante do Trono do Rei Jesus para prestarmos conta do que Ele nos deu para cuidar. Sejam quais forem os recursos que tenha de administrar (tempo, talento ou dinheiro), o mordomo deve esforçar-se para evitar o desperdício, maximizar o lucro e, acima de tudo, certificar-se de que o investimentoe está agradando a Deus.
O tempo deve ser usado como sabedoria; os talentos devem ser empregados para edificar os outros e glorificar a Deus; o dinheiro deve ser gasto com cautela e dado com responsabilidade. O que nos dá motivação para cumprir fielmente essas exigências é a profunda consciência de nossa responsabilidade perante Deus (1Pe 4:10).

Qual será a sua resposta diante dAquele que conhece e é dono de TUDO?

Texto retirado a Bíblia de Estudo da Mulher (Revista e Atualizada).

A Graça e a Paz do Senhor Jesus.