quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Orando Por Meus Inimigos

Deus nos pede que perdoemos e amemos nossos inimigos e que oremos por eles. Embora se trate de tarefa difícil, a razão desse pedido não é para ajudá-los a se sentir bem com o que fizeram, mas porque Deus odeia todos pecado, e nossa falta de perdão também constitui pecado. Você pode estar pensando: "Até que ponto minha falta de perdão é pior que a ação dessa pessoa contra mim ou contra os meus?". Deus declara, porém que todo pecado é mau. Jesus nos diz: "Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem." (Mt 5:44). Se não amarmos, não perdoamos nossos inimigos e não oramos por eles, o mal não acabará.

A falta de perdão promove a guerra constante, ano após ano,em várias partes do mundo onde pessoas ou grupos dão vazão ao ódio e à vingança mútua. Sem perdão o ciclo do ódio jamais se extinguirá.
Um dos melhores motivos ara nos livrar da falta de perdão é o prejuízo que ela traz a nossas orações. Quando o mal se instala no coração, erguemos uma parede entre nós e Deus, e el deve ser bem grossa, porque impede que ele ouça quando oramos. "O Senhor está longe dos ímpios, mas ouve a oração dos justos." (Pv 15:29). As orações pelos inimigos também devem provir de um coração reto. "E quando estiverem orando,se tiverem alguma coisa contra alguém, perdoem-no, para que também o Pai celestial lhes perdoe os seus pecados." (Mc 11:25). Se não perdoarmos os inimigos. Deus não perdoará nossos pecados nem responderá nossas orações como gostaríamos que respondesse.

Deus nos diz: "Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do ceu [...]: tempo de lutar e tempo de viver em paz" (Ec 3:1,8). O Senhor é Deus de justiça e promete que os perversos pegarão por seus crimes. "Esteja certo de que os ímpios não ficarão sem castigo" (Pv 11:21). "Porque eu, o Senhor, amo a justiça" (Is 61:8). Nosso perdão porém, não eximirá as pessoas que nos fizeram mal de prestar contas de seus atos. Se precisarem de correção, poderemos orar em seu favor e entregá-las a Deus para que ele aplique a correção. Se não se arrependerem e permanecerem no pecado, se não quiserem vier de acordo com a vontade de Deus, seu fruto não será promissor. A Bíblia diz: "Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo!" (Hb 10:31).

Vamos entregar nas mãos do Senhor os que nos ferem e orar para que tenham um encontro com o Deus vivo, a fim de serem transformados pelo poder do Espírito Santo. Bem melhor do que o doce sabor da vingança, fique acaba sendo amargo em nossa lama, seria a transformação de nossos inimigos em seguidores dedicados em Cristo. Só Deus é capaz de fazê-lo; e nós podemos orar por isso.

A Grassa e a Paz do Senhor Jesus.