sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Estudo de Jó - II

CAMBALEANDO E SE RECUPERANDO DE NOTÍCIAS DEVASTADORAS

    Jó não é lembrado por ser saudável, rico e sábio, mas pelo seu nível heróico de perseverança depois de perder tudo.
    Séculos mais tarde, quando outro personagem bíblico mencionou Jó, ele escreveu: "Tendes ouvido a paciência de Jó" (Tg. 5.11).
    As perdas de Jó o golpearam como uma carga de tijolos de duas toneladas. O homem permaneceu firme apesar dos golpes após golpes que recebeu. Seu nome tornou-se um exemplo de perseverança heróica.
    As dolorosas perdas de Jó são intensificadas por terem ocorrido sem qualquer aviso. De fato, ele talvez nunca tenha sido informado de todos os detalhes do plano. Ao responder com a força de caráter que cultivada durante os anos em que confiou no seu Deus, a perda de tudo não levou Jó a amaldiçoar a Deus e voltar-se contra o Senhor. Deve ter sido, porém, terrivelmente confuso.
    Na vida, quando não sabemos a razão do nosso sofrimento, este aumenta. Se pudéssemos descobrir a causa, determinar o pecado que produziu toda esta dor, poderíamos lidar com ela, confessá-la, e talvez o sofrimento terminasse - ou pelo menos diminuísse. Mas, quando não há uma causa, nenhum pecado, ninguém para culpar, nenhuma origem a ser identificada, ausência de algo tangível nos deixa em suspense.

NOTÍCIAS CHOCANTES E DESOLADORAS... SOFRIMENTO DEVASTADOR

    Além de todos os seus bens, Jó perdeu todos os seus filhos amados numa tempestade caprichosa, saída do nada, sem razão aparente. Pela primeira vez depois de muitos anos, Jó e a sua mulher ficaram sozinhos, sem filhos. Além disso, Deus ocultou daquele pai e daquela mãe o significado dessa situação impossível. Ele não deu explicações. Não ofereceu consolo. O silêncio do céu tornou-se mais devastador do que as notícias espantosas sobre a terra.
    Jó 1. 13-19 - ao ler a narrativa bíblica, quando você chega ao final desse comovente episódio onde quatro mensageiros trêmulos derramaram suas almas e Jó absorveu todo o peso dos seus relatos trágicos, é preciso fazer uma pausa e deixar que a tristeza penetre. Esta é a oportunidade clássica para permitir que as suas emoções se manifestem! Esta é a vida em sua maré baixa - o fim absoluto da trilha. O único que está apreciando a cena é a criatura sobrenatural que a provocou. Satanás e suas hostes demoníacas estão na beirada de seus assentos no império invisível do mal, vigiando ansiosamente, esperando pelo veneno que sem dúvida jorrará dos lábios daquele pai. "Ele não vai suportar isto sem amaldiçoar o seu Deus, homem mimado que é. Tomamos tudo dele, e não restou nada a que se agarrar. E espere um pouco; vamos ver agora o verdadeiro Jó!"

UMA RESPOSTA NOTÁVEL - JÓ 1. 20-22

    Ao ler a bíblia, sempre preste atenção nos verbos. Eles levam por toda a ação de uma narrativa, ajudando você vai entrar vicariamente no evento.
    Em primeiro lugar, Jó se ergueu do chão. Ele "se levantou". O verbo seguinte nos diz algo estranho. Ele "rasgou o seu manto". Lemos então terceiro verbo: "Rapou a cabeça". Seu quarto ato é cair no chão. Vamos deixar bem claro que não se tratava de alguém sofrendo um colapso por causa da tristeza: o propósito era inteiramente outro. É isto que retrata o heroísmo da perseverança de Jó. Ele não chafurda e se lamenta, mas adora.
    A essa altura, único que está lançando maldições é Satanás. Ele ficou com ódio de tudo! Detestou a reação de Jó. Apesar de todos aqueles acontecimentos funestos, o homem continuou adorando seu Deus - aquele que permitiu que as catástrofes acontecessem. Em um milhão de pessoas não haveria uma que fizesse isso, mas foi o que Jó fez.
    "O Senhor o deu, e o Senhor o tomou, bendito seja o nome do Senhor" (v. 21) - entenda isso muito bem. Entenda enquanto passeia por sua casa e vê todos os seus pertences. Entenda quando abre a porta e entra em seu carro, atrás do volante. Tudo é por empréstimo, cada pequena coisa.
    Nós chegamos em um pequeno corpo nu. E o que teremos ao partir? Um corpo nu quase sempre cheio de rugas. Você não leva nada porque não trouxe nada! O que significa que não possui nada. Que grande revelação! Está pronto para aceitá-la? Você não possui sequer os seus filhos. Eles são dados por empréstimo para você cuidar, criar, alimentar, amar, disciplinar, encorajar, afirmar e depois soltar.
    Este é um bom ponto para considerar uma declaração de Paulo em sua carta a seu amigo mais moço, Timóteo - 1 Tim. 6. 7,8.
    Quando você compreende tudo que tem por empréstimo, fica mais preparado para devolver quando o dono quer as coisas de volta.

    Toda esta aula poderia ter sido escrita em cinco palavras. Creio que elas representam a razão pela qual Jó tornou-se um homem de tolerância heroica: NÃO SE APEGUE ÀS COISAS.

(retirado do site www.ibbv.org.br)

A Graça e a Paz do Senhor Jesus.