sexta-feira, 17 de abril de 2015

Enxergando no Escuro

Leia Atos 9:1-19

"O Senhor lhe disse: 'Vá a casa de Judas, na rua chamada Direita, e pergunte por um homem de Tarso chamado Saulo. Ele está orando.'" (vs. 11)

Provavelmente Paulo crescera orando muito. Afinal, era fariseu, um judeu culto que considerava herético o movimento cristão e, por isso, decidiu perseguir cruelmente seus membros. Naquela estrada de Damasco, porém, uma luz brilhante o deteve de repente. Jesus falou diretamente com Saulo e cegou-o. Como resultado, ele foi levado à cidade de Damasco, onde jejuou e orou como nunca.

Porque Paulo ficou cego? É difícil fazer muita coisa quando se deixa subitamente de enxergar. Saulo não sabia se isso se tratava de uma condição permanente - pelo menos até Deus falar-lhe em uma visão, cientificando-o de que Ananias o procuraria e lhe restauraria a capacidade de enxergar.

Em um instante aterrador, Jesus manifestou-lhe sua pessoa e sua santidade. Durante os três dias em que Saulo jejuou e orou, ele certamente analisou sua vida. Acreditava que agira corretamente ao perseguir e prender os cristãos, mas agora sabia que na verdade perseguira a Jesus. Enquanto Saulo orava, Deus disse a Ananias que fosse ao encontro dele e orasse em seu favor, a fim de que aquele homem recuperasse a visão e ficasse cheio do Espírito Santo.

Muitas vezes Deus permite que cheguemos a um lugar escuro na vida, onde não podemos ver sem sua ajuda. E o faz justamente antes de maior revelação de nosso propósito e chamado.


A Graça e a Paz do Senhor Jesus.