quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

A Oferta Dos Nobres

Quem é nobre não dá de acordo com a necessidade do outro, mas de acordo com a sua grandeza.

Quem é Deus? 
Aquele que era, que é e que há de vir (Ap.1:4-6). Esse é o nome de Deus revelado no monte Sinai a Moisés. Hbreus 13:8 diz que Jesus Cristo, onem e hoje, é o mesmo e o será para sempre. Isso significa que Jeovah é Jesus.

Quem é Jesus? 
Rei Testemunha, o Primogênito dos mortos e Soberano dos reis da terra. Aquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou  dos nossos pecados, e nos contituiu reinos, sacerdes para o seu Deus e Pai.

Quem é o Espírito santo? 
Isaías 11:2 da uma descrição de sete faces do espírito Santo "[...] o Espírito do Senhor, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimeto e de temos do Senhor."

Quem são os reis da terra? 
Quem são os sacerdotes? Fomos feitos reis porque Ele nos ama e, com o seu sangue, nos libertou dos nossos pecados. Assim, somos contituídos reis e sacerdores, e Ele é o Soberano dos reis da terra.

Qual a consequência para os sacerdotes que fizeram algo de errado?
Em êxodo 18:5 lemos que a vontade de Deus era que toda a nação de Israel fosse constituída de sacerdotes, mas eles falharam e, em vez disso fizeram um bezerro de ouro (Ex.32). Deus então, usou a trivo de Levi para destruir três mil pessoas num dia. E interessante que, quando a Lei foi dada no primeiro pentecostes, três mil pessoas morreram, mas quando o Espírito santo veio, três mil pessoas foram salvas. A partir desse momento, Deus separou a tribo de Levi. Deus queria que toda a nação fosse de sacerdotes, mas ees falharam, então Deus escolheu a tribo de Levi para representar toda a nação como sacerdote.

Qual o papel do sacerdote? É aquele que pega a mão de Deus e a mão do homem e faz a reconsciliação. Ainda que Deus mesmo não precisa ser reconciliado conosco, ma o homem, sim, precisa ser reconciliado com Deus. Em 2 Coríntios 5:18-20, di que nós recebemos o ministério de reconciliação. E assim porque fomos feitos sacerdotes diante de Deus Pai.
Para a reconciliação do homem aconteça é preciso um sacerdote para dizer ao homem como é o coração de Deus. Nós somos esse sacerdote. O trabalho do sacerdote é dizer ao homem como é Deus em seu amor e sua graça. O ministério do sacerdote é ir a Deus e intercedor pelo homem. Ele deve orar para que o homem receba iluminação em seu coração e seja salvo.

Obs: A verdade é que o homem caído odeia Deus e precisa ser reconciliado com Ele. Ele atribui a Deus todas as coisas ruins deste mundo. Ele é que tem pensamentos ruins a respeito de Deus. O homem é que culpa Deus em vez de culpar a si mesmo. A santidade d eDeus é agredida pelo homem, mas o coração de Deus é para o bem do homem.

Todo crente é um sacerdote. E é com esta visão que podemos edificar de fato a Casa de Deus. Além disso é algo que está no âmago da mensagem do evangelho. O ministério sacerdotal é muito importante. Precisamos ter cuidado para não falharmos como Israel

Por que a Glória não se manifesta?  
Hoje, a vontade de Deus permanece para a igreja, mas nem todfos respondem ao sacerdócio. Não é de admirar que não vejamos mais glória no meio da igreja. A glória stá associada à Casa de 
Deus e ao sacerdocio. Se a Casa não é edificada e os sacerdotes não se posicionam, então não há glória.

O que é ser santo?
Quando Deis dia para sermos santos, o que Ele está dizendo é para não sermos comuns. O contrário de santo não é pecaminoso, mas comum. Não seja comun, igual às pessoas do mundo. Não fale comelas, não se vista como elas, não faça negócios como elas, não se relacione como elas. Seja incomum, seja santo. Não somos pedras comuns, somos pedras preciosas, fomos transformados em diamantes. Não tenha receio de ser diferente e incomum, pois esta é a sua nova identidade.

Como é possível ser rei e sacerdote real?
Não somos levitas, mas somos da ordem de Melquisedeue, que era rei e sacerdote.
O Senhor Jesus era como sacerdote e havia algo de realiza a respeito d'Ele. Nossa realeza não é algo natural ou eclesiástico, nem está baseada em uma coroa sobre a nossa cabeça ou em nossas roupas. Nossa realeza é algo espiritual e moral.
O Senhor tinha uma linhagem dupla da realeza. José era descendente do filho de Davi chamado Natã (Lc 3:31), e Maria era descendente de Salomão (Mt 1:6-7).Mas ele vivia como uma pessoa normal entre pesoas comuns, e quando as pessoas estavam com ele, elas sentiam a sua realeza, sabiam que estavam diante de um príncipe. Todo o que ele falava e tudo o que ele fazia era incomum e novbre.

Qual a postura ou intenção de um sacerdote real diante da oportunidade de ofertar?
Deve ser espontânea, generosa e não podemos ser avarentos.
Quem não é nore não dá de acordo com a necessidade do outro, mas de acordo com a sua grandeza. Príncipes não dão o mínimo pedido, mas dão de acordo com a sua abundância.
Andam em dignidade e decoro, jamais se permitem a gulgaridades e obscenidades. É terrível quando perdemos o nosso respeito por um príncipe. ser um principe é um grande privilégio.

Não seja pequeno, ande em grandeza. Não procure defeito em tudo ao seu redor, seja generoso. Tenha um coração grande e amoroso.

O Senhor deseja que ofertemos para faclitar o ministério, para que o alcance seja mior em menor tempo. Foi o amor dos príncipes que tornou o serviço leve por causa da sua oferta. Precisamos exercer o sacerdócio e nossa vida para que essa bençao alcance a igreja. Foi o amor deles pelo altar. A oferta dos príncipes foi para a consagração do altar (Nm. 7:6-10)

Quando amamos a mensagem da cruz, nossa nobreza se manifesta.
Quantos de nós entendemos hoje que a nossa oferta é para sustentar o testemunho do Novo Testamento, a cruz de Cristo?
Precisamos ter uma grande etima pela obra do Senhor Jesus na cruz. Saber o valor da obra da cruz e estarmos dispostos a fazer com que a mensagem chegue a todo o mundo.

Observação final
Precisamos crer que somos príncipes e andar como tal. Quanto mais assumirmos a identidade, mais teremos a sua realidade. Jesus disse que, ao que tem, mais se lhe dará; e ao que nã tem, até o que tem lhe será tirado (Mc 4:25). Quanto mais asumimos nossa realeza, mas nós  temos, e quando não crems que a possuímos, até o que temos recebido nos é tirado.

(Retirado da ministração do Pr. Aluízio Silva, no culto da Videira Bueno no dia 18/12/2016.)


A Graça e a Paz do Senhor Jesus.