segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Promessa de Alegria - Salmo 23


“O Senhor é o meu Pastor;… O meu cálice transborda.”

Promessa de alegria.

O cálice se enche e transborda do vinho. Esta é a figura de um derramar da alegria de Deus em nossas vidas. Nós somos o recipiente, o vaso, o cálice. E Deus tem o vinho, símbolo da alegria que enche o coração humano.

A alegria é um dos gomos do fruto do Espírito de Deus em nós. Ela brota como resultado da caminhada no Espírito, e não na vontade da nossa velha natureza, rebelde, rabugenta, murmuradora e insatisfeita. Esta alegria vem do homem interior, nascido de novo, e é mais forte do que as circunstâncias. Por isso podemos afirmar nos momentos difíceis: Entristecidos, mas sempre alegres!

O Senhor promete esta alegria para cada uma de Suas ovelhas. Mas podemos nos espelhar nEle, o Cordeiro de Deus, e sabermos que esta alegria não virá do modo como o mundo imagina. Isaías descreve Cristo suportando a agonia da cruz em troca da alegria que Lhe estava proposta. Ele veria cada um de nós, o fruto do Seu penoso trabalho e Se alegraria. E o próprio Jesus disse, em suas últimas palavras aos discípulos, que desejava que eles tivessem a Sua alegria, que era completa, não como a do mundo. Esta alegria oferecida por Jesus estava em cumprir a vontade do Pai.

Que estranha alegria nos aguarda quando temos que tomar a nossa cruz e seguir a Cristo! É a alegria de estar cumprindo a vontade do Pai, ainda que isso signifique morrer para nós mesmos, para o nosso querer. Esta alegria o mundo não tem, e nada nem ninguém pode tirá-la de nós.

Como gosto de pensar na tão conhecida expressão bíblica: “a alegria do Senhor é a nossa força”, termino dizendo que em alegrá-Lo, temos a nossa força. Cumprindo a vontade do Pai encontramos a força de que precisamos.

A alegria do Senhor é a nossa força.

(Ana Paula Valadão Bessa)

A Graça e a Paz do Senhor Jesus.