segunda-feira, 9 de maio de 2016

Não Deixe de Fazer o Bem!

"Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando." (Tiago.4:17)

Somos muito preocupados com o que podemos chamar de pecado "ativo", quando fazemos algo que é pecado, como roubar, matar ou adulterar. Mas, poucos se preocupam com o que podemos chamar de pecado "passivo", quando pecamos não por fazer algo errado, mas por não fazer o que é certo.
Uma desculpa muito comum para as pessoas não fazerem o que deve ser feito é a frase: "Deus não falou comigo, eu não senti no coração."

O problema deste pensamento é que, na maioria das vezes, Deus já falou o que precisa ser feito e não deveria ficar precisando repetir. Não precisamos ouvir de Deus para: pregar o evangelho, para repartir o que temos com um irmão necessitado, para ajudar o órfão e a viúva, para sermos ministros e sacerdotes do Senhor, para nos alimentarmos da palavra, para sustentarmos todas as necessidades da casa de Deus, para honrar nossos líderes, amar a esposa e a lista poderia continuar de gênesis a apocalipse....

O problema está no conceito da palavra pecado. Seu conceito não é simplesmente a transgressão dos mandamentos e sim ERRAR O ALVO. Por isso erramos o alvo quando fazemos o que está fora da vontade de Deus, mas erramos o alvo também quando não fazemos o que pela palavra de Deus já sabemos que devemos fazer. Afinal, a palavra diz que Deus já preparou boas obras para que nós andássemos nelas (Ef.2:10). As obras estão preparadas, a graça já nos capacitou, mas você decide se vai andar nelas ou ficar parado. 

A Graça e a Paz do Senhor Jesus.