sexta-feira, 8 de abril de 2016

Guarde Seu Tesouro do Falso Saber

"E tu, ó Timóteo, guarda o tesouro que te foi confiado, evitando os falatórios inúteis e profanos e as contradições do saber, como falsamente lhe chamam, pois alguns, professando-o, se desviaram da fé. A graça seja convosco." 
(1 Timóteo. 6:20-21)

Como cristão nossas caminhada com Deus é a oportunidade que temos de acumular tesouros em Cristo. O apóstolo Paulo disse que gostaria que recebêssemos toda profundidade da sabedoria e do conhecimento das riquezas de Cristo. Mas, se você conhece as regras da riqueza deve saber que só fica rico quem guarda. Este é o conselho final de Paulo para Timóteo: "Guarda o tesouro que te foi confiado!" Ele ainda explica claramente como Timóteo conseguiria isto: "Evitando os falatórios inúteis e profanos e as contradições do saber". 
Veja, Paulo aqui como um homem culto e letrado, alerta seu discípulo contra os perigos das contradições do saber, das elucubrações sem fundamento. Colocando de forma prática: existe uma discussão teológica que é saudável e que mostra o desejo de aprender, mas existe uma discussão teológica que é vazia de vida e que só se preocupa em demonstrar seu saber. Esta carrega um espírito soberbo que traz morte e não vida. Também devemos evitar os falatórios inúteis e profanos, a conversa que não edifica, que não constrói, não agrega. Discuta o problema com quem pode resolver o problema. Avalie se sua opinião vem do espírito ou é só um capricho da sua carne. Saiba que o verdadeiro saber une, mas o falso saber afasta, divide. 
O texto termina dizendo que alguns que entraram por este caminho acabaram até mesmo se desviando da fé. A ação do espírito de engano muitas vezes é sutil e uma das suas armas preferidas é a contradição do saber, a discussão e distorção das escrituras, a soberba teológica cheia de morte. Devemos cada dia mais nos encher do conhecimento de Cristo. Mas, o conhecimento de Cristo precisa vir com o espírito de Cristo!

A Graça e a Paz do Senhor Jesus.