quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

A Disciplina do Corpo

Por que devo disciplinar meu corpo? Somos integrantes do reino, desejamos ser vencedores e queremos ver a obra de Deus avançar. Mas, precisamos entender que homens e mulheres de Deus, verdadeiramente vencedores, são aqueles que fazem tudo por causa do evangelho:
"Tudo faço por causa do evangelho, com o fim de me tornar cooperador com ele. Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas só um leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível. Assim também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar. Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a se desqualificado." (I Co 9.23-27)

Esse é o ponto central. Será que, de fato, fazemos tudo por causa do evangelho? Se dizemos que somos vencedores, que seremos arrebatados antes da grande tribulação, que reinaremos com Cristo durante o milênio e não entraremos em disciplina, então temos que aprender a fazer tudo por causa do evangelho. Isso não é para pessoas imaturas, mas apenas para aqueles que realmente querem levar a obra de Deus a sério e trazer o Seu governo nesta terra, estabelecer Seu reino, expressar a Sua gória, mover na unção do Espírito e conquistar uma geração.

Ao ler apocalipse 1.6, vemos que Jesus "nos constituiu reino, sacerdotes para o seu Deus e Pai", portanto, somos ministros de Deus, sacerdotes do Senhor, assim como o próprio Paulo afirmava ser.

Ele estava disposto a fazer e enfrentar tudo porque era ministro de Deus. Por isso, ele tomou uma dura atitude para consigo e nos mostrou isso ao dizer "esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que [...] não venha eu mesmo a ser desqualificado". Para que pudesse avançar, Paulo dominou seu corpo, fez dele um servo.


(Retirado do livro A Disciplina do Corpo do Pr. Naor Pedroza - sexto livro da série Vida Plena - Editora Vinha)

A Graça e a Paz do Senhor Jesus.