terça-feira, 8 de outubro de 2013

Orações e Promessas de Ana

1 Samuel 1:11; 2:1-11

Ana enfrentava um sofrimento familiar profundo que acomete com muitas mulheres. Ela não tinha filhos. A esterilidade para as mulheres da época veterotestamentária significava vergonha e desgraça. O problema de Ana era maximizado pela atitude de Penina, a outra mulher na casa. Embora esta tivesse vários filhos, ressentia-se do fato de que o marido de ambas, Elcana, favorecia Ana. Esta sentia-se então presa obteve o afeto do marido, o ódio da rival e a própria infertilidade.

Ana voltou-se para Deus. Orou longa e fervorosamente por um filho. Fez uma promessa ao Senhor, e quando Deus concedeu-lhe o filho, ela cumpriu o que prometera.

É claro que você não pode influenciar Deus com promessas sobre o que vai fazer se ele atender a sua oração; mas se prometer algo a Deus, deve cumprir a promessa. Qualquer outra atitude é tentativa de manipular Deus. Ana cumpriu o que prometera, embora deva ter sido muito difícil desistir daquele por quem orara por tanto tempo e com tanto fervor.

(Retirado da Bíblia da Mulher que Ora, da autora Stormie Omartian)

A Graça e a Paz do Senhor Jesus.